Diretor de Estudos Jurídicos da APEP recebe diploma de classificação nos Jogos Florais de Curitiba

Assinatura-Materia-Site-1
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Procurador do Estado do Paraná e Diretor de Estudos Jurídicos da APEP Luiz Henrique Sormani Barbugiani, em 11 de setembro, foi agraciado, em cerimônia protocolar na União Brasileira dos Trovadores-seção Curitiba, com o diploma que atestou a sua classificação em 10° lugar nos XXI Jogos Florais de Curitiba, no âmbito do Estado do Paraná, com o eixo temático ilusão.

Essa conquista se soma a outro destaque que Barbugiani obteve no concurso literário três fronteiras, ainda no ano de 2021, com a classificação em 8° lugar com outra trova com o tema esperança.

Barbugiani comentou que “algumas tradições literárias nos encantam e permeiam nosso imaginário, mas a trova é peculiar, sendo uma satisfação participar dos concursos específicos do gênero e obter o reconhecimento em um segmento que imortalizou Dom Dinis, o renomado rei trovador de Portugal”.

Acrescentou ainda que “o mais importante de um hobby é aproveitar o tempo livre para deixar o espírito sanear o corpo e a poesia nos traz exatamente esse benefício”.

PREFÁCIO EM OBRA

O Diretor da APEP elaborou o prefácio da obra “Promoção do trabalho decente e qualificação profissional”, recentemente publicada pela editora Tirant lo Blanch, de autoria da professora associada da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Dra. Maria Hemília Fonseca.

A obra publicada é a tese do concurso de livre docência da professora da USP e o convite para o prefácio se deu em virtude das pesquisas do Procurador do Estado no âmbito dos Direitos Humanos e sua trajetória acadêmica.

Barbugiani declarou sobre a obra que “a leitura do texto, diante da qualidade e da preocupação com os direitos humanos dos trabalhadores, é essencial para a compreensão do que vem a ser o trabalho decente que deve permear as relações sociais em prol não só dos trabalhadores, mas essencialmente de toda a sociedade”.